Dente de Leão 500mg - Desintoxicação do organismo
26496
Pergunte ou veja opiniões de quem já comprou

Por: R$ 38,00

Preço a vista: R$ 38,00

Comprar

Calcule o valor do frete e prazo de entrega para a sua região

Apresentação

Dente de Leão 500mg - Desintoxicação do organismo

O Dente de Leão ou Taraxacum officinale Weber é o nome dado a uma espécie de planta que cresce em várias regiões de clima temperado ou subtropical e possui diversos benefícios, como desintoxicação do organismo, ação diurética, melhoria no funcionamento do intestino e também auxilia nas desordens hepáticas. Dente de Leão- Desintoxicação do organismo é indicado para pessoas predispostas a cálculo biliar, inapetência, oligúria, coleocistite, problemas hepáticos, prisão de ventre, cirrose e desordens hepatobiliares. É uma das ervas mais seguras como diurética, utilizada em tratamentos de afecções geniturinárias: cistites, uretrites e também na hipertensão arterial. É coadjuvante no tratamento da obesidade, problemas dermatológicos, dispepsia, hipoacidez gástrica e desordens reumáticas. Possui moderada ação anti-inflamatória, sendo útil em desordens reumáticas. O princípio amargo, taraxacina, é o responsável pela estimulação da digestão e da secreção gástrica. Por sua ação depurativa, e alto teor de zinco utiliza-se esta erva em tratamentos de afecções cutâneas como acne, eczemas, herpes, psoríase, etc.

Descrições

ManipuladoSim
composição

Dente de Leão 500mg;
Excipiente qsp 1 cápsula.

posologiaTomar de 1 cápsulas 2 vezes ao dia.
validade4 meses.
referencias bibliograficasLiteratura do produto.
Advertencias
01. Imagens meramente ilustrativas.

02. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.

03. O uso é contraindicado para pessoas com gastrite, úlcera gastroduodenal por estimular a secreção gástrica, cálculos biliares, obstrução dos ductos biliares e do trato intestinal.

04. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.

05. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.

06. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

07. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças e animais domésticos.

08. Mulheres grávidas ou que estão amamentando, necessitam de orientação médica para utilizar o produto.

09. Embora não exista contraindicação relativa à faixa etária, recomendamos a utilização do produto para pacientes de idade adulta.

10. A eficácia e o resultado do tratamento estão diretamente ligados ao uso correto da posologia e dose recomendada, deve-se levar em consideração as diferenças de cada indivíduo como velocidade do metabolismo, doenças crônicas e genéticas, não podendo ser considerado um produto que tenha efeitos iguais em todos os indivíduos.

11. "AO PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO".
bula

Dente de Leão 500mg bula




Para que serve?
É indicado para pessoas predispostas a cálculo biliar, inapetência, oligúria, coleocistite, problemas hepáticos, prisão de ventre, cirrose e desordens hepatobiliares. É uma das ervas mais seguras como diurética, utilizada em tratamentos de afecções geniturinárias: cistites, uretrites e também na hipertensão arterial. É coadjuvante no tratamento da obesidade, problemas dermatológicos, dispepsia, hipoacidez gástrica e desordens reumáticas.




Como usar?
- Decocção: (raíz): Para acne, tomar ½ copo 3 vezes ao dia;
- Infusão: (folhas): 500 mL por dia;
- Tintura: (raíz): Para eczema ½ colher diluída com 100 mL (água) 3 vezes ao dia;
- Pó: 1,0 g a 2,5 g ao dia.




Quais os males que este medicamento pode causar?
Pode provocar hipotensão arterial devido seu efeito diurético A presença de substâncias amargas pode causar moléstias gástricas e hiperacidez. Para evitar este acontecimento, recomenda-se a associação com drogas mucilaginosas como a Altéia (Althea officinalis). É uma erva de baixa toxicidade, com DL50 em camundongos de 59g/Kg. Nos testes de toxicidade, apenas discretos efeito colateral foi evidenciado, incluindo pirose e diarréia. A erva deve ser usada com cuidado em pacientes com história de hérnia de hiato e esofagite.




Como funciona?
A presença de potássio e flavonoides assegura a ação diurética do Dente de Leão, sendo o potássio responsável por um melhor controle dos níveis de espoliação pela via urinária e os flavonoides pelo aumento da diurese. A inulina presente reforça os efeitos diuréticos e colerético da erva. Os terpenos em sinergismo com as lactonas são responsáveis pela ação colagoga, favorecendo a eliminação pela via biliar de numerosos catabólitos. Possui moderada ação anti-inflamatória, sendo útil em desordens reumáticas. O princípio amargo, taraxacina, é o responsável pela estimulação da digestão e da secreção gástrica. Por sua ação depurativa, e alto teor de zinco utiliza-se esta erva em tratamentos de afecções cutâneas como acne, eczemas, herpes, psoríase, etc. Em problemas hepatobiliares pode ser associada a Bérberis (Berberis vulgaris), também chamado de Agracejo em espanhol, e para retenção de líquidos com Milefólio (Achillea millefolium)




Contraindicações:
O uso é contraindicado para pessoas com gastrite, e úlcera gastroduodenal por estimular a secreção gástrica, cálculos biliares, obstrução dos ductos biliares e do trato intestinal. O uso de diuréticos em indivíduos hipertensos deve ser somente feito sob orientação médica, pois há a probabilidade de aparecimento de uma descompensação tensional e a potencialização do efeito de cardiotônicos.

Compre junto

Pergunte e veja opiniões de quem já comprou